8 de junho de 2011

Entenda a diferença entre um IPod, IPad, IPhone, Um Tablet e Um Smartphone

iPod
É uma marca registada da Apple Inc. e refere-se a uma série de tocadores de áudio digital projetados e vendidos pela Apple. O "POD" é a sigla de "Portable On Demand", o que numa tradução livre seria algo como "portátil desejado" e a letra "i" na frente, que se lê "ai" e significa "eu" em inglês, teria um sentido pessoal, como "o portátil que eu desejo/desejei" ou "o portátil que eu sempre quis".

O modelo actual é o iPod Classic (actualmente com 160 GB de disco rígido), conseguindo armazenar, aproximadamente, 40,000 canções (dependendo do "tamanho" das "canções") ou 200 horas de vídeo, ou ainda 25 mil fotos.[4] Em Setembro de 2009, a Apple retornou o modelo de 160 GB com firmware actualizado, fazendo parte da sétima geração.

Os aparelhos da família iPod oferecem uma interface simples para o usuário, centrada no uso de uma roda clicável. O modelo de maior capacidade de armazenamento de mídia, o iPod classic, utiliza um disco rígido acoplado,[1] enquanto todos outros modelos utilizam memória flash. Como a maioria dos tocadores portáteis digitais, o iPod pode servir como um armazenador de dados quando conectado a um computador. Mas o modelo mais arrojado da linha dos iPods funciona e parece com o iPhone; o iPod touch, respondendo ao toque na tela, e permitindo o usuário acessar a Internet sem fio (wireles, wi-fi 802.11b/g)

O iPod pode reproduzir os formatos de música em MP3, WAV, AAC/M4A, AAC Protegido, AIFF, audiobooks e o Apple Lossless. Não consegue reproduzir FLAC, WMA (Windows Media Audio), Ogg Vorbis ou RealAudio. A versão para Windows do iTunes pode converter os arquivos WMA sem proteção contra cópia para AAC, MP3 ou WAV para mais tarde serem transferidos para um iPod.


iPad
É um dispositivo em formato tablet produzido pela Apple Inc. O aparelho foi anunciado em 27 de janeiro de 2010, em uma conferência para imprensa no Yerba Buena Center for the Arts em São Francisco.[7] Meses antes de seu anúncio, surgiram rumores do nome do aparelho: iSlate, iBook e iTablet, entre outros.

O iPad foi apresentado como um dispositivo situado a meio caminho entre um MacBook e um iPhone. O dispositivo utiliza o mesmo sistema operacional do iPhone e é voltado para o público leigo, devido ao tipo de interface oferecido.

A recepção inicial do iPad foi bastante misturada, com muitos entusiastas ficando contra o aparelho devido ao que percebem como limitações e com outros tantos demonstrando grande empolgação com facilidade de interação que a interface demonstra.

As especificações técnicas incluem redes sem fio Wi-Fi 802.11n e Bluetooth 2.1, tela touch de 9,7 polegadas, acelerômetro e bússola. O chip foi identificado pela Apple como A5, de 1 GHz (dual-core). Seu peso é de 601 gramas (613 gramas na versão 3G) e sua espessura é de 8.8mm. Bateria dura mais de 10 horas e 1 mês em standby. Possui diferentes versões com espaços de 16, 32 e 64 GB em ambas versões.

O iPhone
É um smartphone desenvolvido pela Apple Inc. com funções de iPod, câmera digital, internet, mensagens de texto (SMS), visual voicemail, conexão wi-fi local e, atualmente, suporte a videochamadas (FaceTime). A interação com o usuário é feita através de uma tela sensível ao toque. A Apple registrou mais de duzentas patentes relacionadas com a tecnologia que criou o iPhone.[1]

Um tablet PC ou simplesmente tablet
É um dispositivo pessoal em formato de prancheta que pode ser usado para acesso à Internet, organização pessoal, visualização de fotos, vídeos, leitura de livros, jornais e revistas e para entretenimento com jogos 3D. Apresenta uma tela touchscreen que é o dispositivo de entrada principal. A ponta dos dedos ou uma caneta aciona suas funcionalidades. É um novo conceito: não deve ser igualado a um computador completo ou um smartphone, embora possua diversas funcionalidades dos dois.

Smartphone
É um telefone celular com funcionalidades avançadas que podem ser estendidas por meio de programas executados no seu sistema operacional. Os sistemas operacionais dos smartphones são "abertos" (não confundir com código-fonte aberto), o que significa que é possível que qualquer pessoa desenvolva programas que podem funcionar nesses telefones. Numa tradução livre, do inglês "smartphone" - "telefone inteligente". Usualmente um smartphone possui características mínimas de hardware e software, sendo as principais: capacidade de conexão com redes de dados para acesso à internet, capacidade de sincronização dos dados do organizador com um computador pessoal e agenda de contatos que utiliza toda a memória disponível no celular (não é limitada a um número fixo de contatos).[1][2] Pode ser considerado a soma das funcionalidades de um PDA com as de um telefone celular.

Fonte: Wikipedia

12 comentários: